Universo em Série



Nas minhas férias de 2010 decidi assistir Nurse Jackie, já que os cinco primeiros episódios estavam guardados há algum tempo. Fiquei satisfeitíssima com o que vi. Edie Falco, que já esteve na telinha com Sopranos, dá vida à enfermeira Jackie, em um enredo que mistura drama e comédia. Muitos apontam a produção como novo House, mas não gosto destas comparações que geram expectativas, muitas vezes, erradas. Apesar das semelhanças, como Nurse Jackie se passar em um hospital, a protagonista ter o vício de usar medicamentos prescritos, presença de sarcasmo e gênio forte, Jackie é diferente. A pitada de humor negro presente nos episódios é brilhante.


Jackie é hilária, apesar de imoral, na minha opinião. Ela vive duas vidas completamente diferentes: uma fora e outra dentro do hospital. A única que sabe tudo sobre a jornada dupla da enfermeira é sua amiga, Dra. O’ Hara, vivida pela atriz Eve Best. No horário de trabalho Jackie tem um caso com Edie, responsável pela farmácia do hospital, àquele que fornece os remédios para suas dores nas costas. E fora usa uma aliança na mão esquerda, é muito bem casada e mãe de duas lindas meninas.



Confesso que o motivo que me fez assistir a série foi a presença do papai Cullen, Peter Facinelli, que por sinal, faz um excelente trabalho aqui. Cada personagem do enredo tem seu lado cômico, Dr. Cooper ou Coop, como prefere ser chamado, tem um tique nervoso que o faz tocar em lugares íntimos das mulheres quando fica nervoso e, além disso, sua família é diferente, ele tem duas mães. A estagiária Zoey, chamada por alguns de Ângela, questiona sua decisão pela enfermagem ao presenciar certas cenas no hospital. Mo-Mo, o enfermeiro que me cativou logo de cara, é gay e realmente brilhante. O’ Hara está sempre vestida impecavelmente e fica histérica com crianças, principalmente aquelas que danificam suas meias de U$ 80.

Os episódios de Nurse Jackie não são centralizados em um caso, mas na vida da personagem, rodeada de vários casos. A primeira temporada foi um sucesso nos Estados Unidos e a série inicia sua quarta temporada no dia 8 de abril. Vale a pena conferir.
Beijos e ótimo fim de semana.

2 comentários

Gih Pinheiro disse...

Ai, amei Kellen!
Acho essa série uma bagunça, mas muito divertida de determinados ângulos, o Coop é hilário, meu personagem favorito e a Angela simplesmente é impagável, os uniformes que ela usa são os melhores.
A Jack é fera, mas o drama em que ela mergulha a própria família é bem complexo.
Adoro a série.

Beijooos

http://kastmaker.blogspot.com/

Páginas Da Minha Vida disse...

Sanzinha, menina, você sumiu!!!
aliás quem sumiu foi eu, mas não te achei mais :/
lembra de mim, a Fernanda do Páginas da Minha vida?

Como você está?

bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos