Contos da academia dos caçadores de sombras - Cassandra Clare

Título original: Tales from the Shadowhunter Academy
Autores: Cassandra Clare, Sarah Rees Brennan, Maureen Johnson e Robin Wasserman
Editora: Galera Record
Páginas: 504


“Somos o que nosso passado fez de nós. – disse Catarina – O acúmulo de milhares de escolhas diárias. Podemos mudar, mas jamais podemos apagar o que fomos.”


ATENÇÃO! Esta resenha contém spoilers para quem não leu ainda os livros da série Os Instrumentos Mortais.

Diferente dos outros livros da série Os Instrumentos Mortais, Contos da Academia dos Caçadores de Sombras é uma coletânea de dez contos, todos sobre Simon Lewis e a sua vida em Idris, treinando na Academia para se tornar um Caçador de Sombras.

Mas voltemos um pouco no tempo para entender o motivo de nosso protagonista ter ido para a Academia.

Simon foi apresentado, no começo da série, como o melhor amigo de Clary. Algum tempo depois, ele acaba sendo transformado num vampiro e tem muita dificuldade em se adaptar à sua nova vida.

Antes de ele voltar a ser humano, ele salvou a vida de todos os seus amigos, mas pagou um preço caro por isso: perdeu todas as suas lembranças referentes a Clary e ao mundo dos Caçadores de Sombras. Para Simon, agora, esse mundo e os amigos dele que fazem parte desse mundo nunca existiram.

Ele sequer se lembra de ter sido um herói. Como vocês podem imaginar, isso causará uma série de confusões. Ele acaba reencontrando seus amigos e todos contam para ele tudo a respeito de sua vida, tudo aquilo que ele não se lembra. Infelizmente, nem isso faz com que ele recupere sua memória, o que o deixa muito frustrado, pois Isabelle ainda o ama e o quer de volta, mas Simon não consegue ser um namorado para ela no momento.

Porém, há uma promessa de que se ele se tornar um Caçador de Sombras, no momento em que ele beber da taça do Anjo e ascender, ele recuperará todas as suas lembranças. É aí que ele toma a decisão de ir para a Academia e começar a treinar.

Assim, junto a outros adolescentes, mundanos e filhos de caçadores, Simon vai para Idris e começa seus estudos na Academia. Ele consegue se enturmar muito rápido, pois, apesar de ele não se lembrar, ele é um herói naquele mundo e todos querem ser seus amigos.

Os diálogos entre Simon e George, seu colega de quanto e grande amigo, são os melhores. É muito legal acompanhar o desenvolvimento da amizade deles e as brincadeiras que um faz com o outro. George é meu personagem preferido!

Os contos se conectam com os livros das séries Os Instrumentos Mortais e Os Artefatos das Trevas, detalhando um pouco de toda a história e ajudando a desenvolver e explicar um pouco do que acontece no livro Dama da Meia-noite.

Eu me diverti muito com a leitura. Além da deliciosa narrativa de Cassandra Clare e do fato de podermos matar um pouquinho a saudade dos personagens e do mundo incrível criados por ela, pudemos ter mais detalhes de alguns acontecimentos narrados em Dama da Meia-noite e, assim, entender melhor tudo o que houve.

Vale ressaltar que, para a escrita desses contos, Cassandra Clare contou com a ajuda de outros autores: Sarah Rees Brennan, Maureen Johnson e Robin Wasserman.

Se você gosta da série e ainda não leu este livro, eu aconselho a parar o que está fazendo e começar a ler neste exato momento! Ahahahahaha


Super recomendo!



Os fantasmas - Cesar Aira

Título original: Los fantasmas
Autor: César Aira
Editora: Rocco
Páginas: 160


“Cada qual era dono do seu andar, da sua garagem e depósito, de acordo, e nada mais: era só o que podiam vender. Mas, ao mesmo tempo, eram donos de todo o edifício.”


Buenos Aires, 31 de Dezembro de um ano qualquer.
Um prédio residencial de luxo está sendo construído no centro da cidade e as obras estão quase chegando ao fim. Na verdade, era para o edifício ser entregue nesse dia, mas, como todas as obras, acabaram tendo alguns atrasos e os compradores terão de esperar um pouco.

Na manhã do dia 31, todos os futuros moradores estão reunidos com o arquiteto responsável pela obra, o decorador e a paisagista, todos tomando medidas e fazendo esboços de como cada apartamento será decorado.

Tudo isso ocorre enquanto os pedreiros estão ali, realizando os últimos trabalhos do dia, ansiosos para que o meio-dia chegue logo para poderem parar, tomar um banho e ir para a casa ficar com suas famílias e preparar-se para a ceia de ano novo.

E também há os fantamas, que vão e vem tranquilamente, acompanhando as decisões das pessoas, ou sentando nas antenas quando se sentem entediados.

Raul Viñas é o meste de obras e o zelador do prédio, e trabalha junto com os demais pedreiros. Enquanto as obras continuam, foi-lhe permitido morar ali no edifício com sua família, no último andar. Todos são chilenos e foram tentar uma vida melhor em Buenos Aires.

Raul e sua esposa têm 4 filhos, dois meninos e duas meninas, sendo a mais velha, Patrícia, filha do primeiro casamento de sua esposa, mas Raul a criou e a ama como a uma filha.

Patrícia tem 15 anos e é muito sonhadora. Adora os romances das novelas às quais assiste e sonha em ter uma vida igual à vida dos personagens que fazem parte de sua vida. Ela é uma menina obediente e sempre ajuda sua mãe a limpar a casa e a cuidar de seus irmãos.

Porém, cada vez mais parece que ela vai se entristecendo, pois ela começa a perceber que sua família não tem nenhuma ambição e estão bem com aquela vidinha quase miserável. Quando acabar aquela construção, Raul vai procurar outra e começará tudo de novo. Não há sinal de mudança, o que a entristece, pois não é essa a vida que ela quer para si.

Uma outra coisa a respeito da menina, é que ela é capas de ver ou ouvir os fantasmas. Na maior parte do tempo ela não liga para eles, nem eles para ela. Mas na tarde do dia 31, uma pequena interação entre eles começa e, em consequência disso, aquela noite ficará marcada para toda a sua família.



Eu nunca havia lido nada de César Aira, por isso fiquei bem curiosa quando li a sinopse do livro e fiz o pedido para a editora. Porém, o romance é bem diferente do que eu havia imaginado.


Toda a história se passa em apenas um dia, começando de manhã e indo até poucos minutos depois da meia-noite, quando acontece a virada do ano.

Eu sei que o autor é muito elogiado na Argentina, seu país, mas, para mim, não vi nada demais em sua escrita.

Nós simplesmente vamos lendo sobre os acontecimentos de um dia corriqueiro nas obras de um edifício e na vida de uma família. A única coisa de “diferente” que há nisso é a presença dos fantasmas, que, na maior parte do tempo, são apenas figurantes.

Os personagens são rasos, não consegui me conectar com nenhum deles. Os pais de Patrícia são bem acomodados e realmente não têm nenhum pingo de ambição na vida. O único personagem que é um pouco mais desenvolvido é a própria Patrícia, mas nem ela consegue ser um personagem interessante. É sonhadora, vive com a cabeça no mundo das novelas e é bem bobona pra idade que tem.

Enfim, Os Fantasmas é apenas o relato de um dia comum na vida de pessoas comuns, com uma pequena interferência do sobrenatural, e com um final que, na minha opinião, deixou a desejar. Não fez muito sentido pra mim.

Mas, é claro, essa é apenas a minha opinião. Já li outras resenhas que falam muito bem do livro e fazem muitos elogios. 



Maratona Literária 24H


Boa noite, turma, tudo bem?
Alguém aí está afim de fazer uma Maratona Literária 24h neste fim de semana? o/

Abaixo há um vídeo onde explico como vou fazer, o horário e mostro a lista de livros que escolhi pra ler durante a maratona.

Sobre o horário, começarei amanhã (22/07), ao meio-dia, e terminarei no domingo (23/07), também ao meio-dia. Os livros vocês podem ver no vídeo. Tomara que eu consiga adiantar minhas leituras!

E se alguém quiser me acompanhar, fique à vontade! :)

Quando eu terminar, faço um vídeo explicando como foi e, dando tudo certo, posto no domingo à noite. Ou, no mais tardar, na segunda-feira. 

Até mais!
Boas leituras pra vocês!




Belas Maldições - Neil Gaiman e Terry Pratchett

Título original: Good omens
Autores: Neil Gaiman e Terry Pratchett
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 350

"Não eram, pensando bem, particularmente más. Seres humanos não costumam ser. É que eles se deixam levar por novas ideias, como se vestir com uniformes camuflados e sair matando pessoas, ou se vestir com lençóis brancos e sair linchando pessoas, ou se vestir com jeans justos e tingidos e sair tocando guitarras na cara das pessoas. Ofereça às pessoas um novo credo com uniforme e seus corações e mentes seguirão."



O demônio Crowley e o anjo Aziraphale estão na Terra há tanto tempo que até se esquecem de que já viveram em outro lugar numa outra época. Tanto que se apegaram ao lugar, aos humanos e ao modo como eles vivem. Crowley adora as comodidades humanas e vive como um deles, embora ele não precise de nada disso.

Essa simpatia pela Terra acabou aproximando os dois e eles meio que desenvolveram uma certa (eu não ousaria dizer amizade) consideração de um para com o outro.

Quando ficam sabendo que o Apocalipse irá acontecer no próximo sábado, antes da hora do jantar, Crowley e Aziraphale ficam bem desapontados e começam a questionar tudo e achar que esse acontecimento seria completamente desnecessário. Assim, eles acabam unindo forças para tentar parar o que é aparentemente inevitável.

Paralelamente a essa história, nós acompanhamos vários outros acontecimentos:
- O anticristo nasceu num hospital onde as enfermeiras são freiras satânicas;
- Anathema (descendente de uma bruxa poderosíssima chamada Agnes Nutter, de quem ninguém nunca ouviu falar) vem entendendo todos os sinais e para ela está muito claro que o Apocalipse está próximo e que a profecia de sua parenta irá se cumprir,
- A chegada dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse. De moto.

Há muitas histórias paralelas à de Crowley e Aziraphale, mas todas elas seguem em direção à mesma coisa: o Apocalipse. E é isso que vamos acompanhando ao longo da história, mas a principal história é mesmo a do anjo e do demônio que talvez consigam impedir o Armagedom. Ou não.


Este é o primeiro livro de Neil Gaiman que eu leio e já posso afirmar que, infelizmente, não me identifiquei com o estilo do autor. Sim, eu sei que a trama foi escrita em parceria com Terry Pratchett, mas, baseada em tudo que já li e ouvi sobre os livros de Gaiman, é impossível não reconhecer sua essência.

E digo que não me identifiquei com seu estilo porque também assisti à série American Gods e, ao longo dos 8 episódios da 1ª temporada, em vários momentos eu me pegava me perguntando o motivo de eu ainda continuar assistindo. Mas eu já havia começado, então era uma questão de honra terminar. Aí vocês podem me dizer que o livro é muito melhor do que a série, e que com certeza eu vou gostar. Não, eu não vou. Já vi o suficiente. E com isso, não estou dizendo que os livros de Neil Gaiman são ruins, ou que ele não é um bom escritor. Eu só não me identifico com seu estilo.

É fácil entender o motivo de tantas pessoas amarem Belas Maldições (até onde eu sei, só eu não gostei...rsrs). O livro é carregado de ironia, cinismo e um humor fora do convencional, indo desde as piadas mais sutis – contidas nas infindáveis notas de rodapé – até as cenas de comédia pura. O problema foi que eu não ri. Achei graça de uma ou outra coisa, mas, ainda assim, não ria. Apenas pensava comigo mesma: “Ok, essa foi legal”.

O livro também traz várias críticas ao modo como as pessoas vivem hoje em dia e ao que a humanidade fez com o próprio planeta, sempre disfarçadas de piadas carregadas de ironia e eu achei sensacional os autores usarem desse artifício.


No mais, só posso dizer que, embora a leitura não tenha funcionado muito pra mim, tenho certeza de que os fãs de Neil Gaiman que ainda não leram este livro – o que eu acho muito pouco provável –, irão adorar essa trama malandra que muita gente ama e recomenda.  


SORTEIO "PORTÕES DE FOGO"

Boa tarde, turma, tudo bem?
Já tinha um tempinho que eu não fazia um sorteio por aqui, né?
Pois é, minha gente, a seca chegou ao fim! \o/

Hoje trago pra vocês, graças à querida Editora Contexto, o sorteio do incrível Portões de Fogo, de Steven Pressfield. Um romance sensacional sobre Leônidas e os 300 de Esparta.

Se você ainda não sabe de que se trata, pode clicar aqui e conferir a resenha e o vídeo que fiz sobre o livro. 

E sabem o que é melhor? Desta vez serão sorteados 2 EXEMPLARES!


Ficaram animados? Então vamos às regras:




Regras

1) Ser seguidor do  O Blog da San  (clique em SEGUIR ao lado direito da página). É necessário ter uma conta de e-mail no Gmail para participar. Todo mundo tem. :) 




Regras

1) Ser seguidor do  O Blog da San  (clique em PARTICIPAR DESTE SITE ao lado direito da página). É necessário ter uma conta de e-mail no Gmail para participar. Todo mundo tem. :) 

2) Ter um endereço de entrega no Brasil.


ATENÇÃOÉ obrigatório seguir o blog. Depois de preencher esse item no Rafflecopter, as demais opções são liberadas.

Você pode fazer o login com sua conta do Facebook ou preencher com seu nome e e-mail clicando em "use your name and e-mail".

Depois clique nos BOTÕES DO IT de cada opção para validar sua participação.

A promoção vai até dia 19/08/2017, então tem muito tempo para vocês participarem. :)

Boa sorte a todos!




a Rafflecopter giveaway


UPDATE

Os nomes já foram sorteados, queridos.
Ambas as pessoas cumpriram com as regras direitinho. 
Abaixo, seguem os nomes:


Parabéns, meninas!
Vocês têm 3 dias para entrar em contato e enviarem seus dados para

oblogdasan@hotmail.com

Caso contrário, um novo sorteio será feito. 

Obrigada a todos por participarem do sorteio!
Em breve teremos mais. Muito em breve! ;)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos