COWBOYS & ALIENS por Joan D. Vinge


Título original: Cowboys & Aliens
Autora: Joan D. Vinge
Editora: Galera Record
Páginas: 368
Sinopse: Aliens no deserto? Índios e vaqueiros unidos contra um inimigo comum? Sim. Tudo isso num Velho Oeste livre do estereótipo dos westerns macarrônicos. Cowboys & Aliens inicia com um belo prólogo que compara a invasão alienígena com a tomada das terras dos índios pelos europeus. Entre armas, germes e aço, os pele-vermelhas não têm idéia do que os atingiu. O argumento é simples: no Arizona de 1873, quando um homem só podia contar com seu cavalo e com sua pistola, onde índios travavam uma batalha perdida contra colonos europeus, um inimigo novo estava prestes a entrar na equação. Um invasor que via os humanos como inimigos, e estava decidido a conquistar o nosso mundo. Será que vão conseguir? O romance de Joan D. Vinge é baseado no roteiro de Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus e Hawk Ostby, e inspirado no graphic novel homônima de Scott Mitchell Rosenberg.

“Linhas de escuridão começaram a descer pelos cones de luz como chicotes – não, como boleadeiras – com cordões pesados nas pontas, se abrindo como dedos. Ele observou enquanto elas se fechavam em volta de corpos humanos para arrancá-los das costas dos cavalos ou do chão, como novilhos”.

Arizona, 1873.
Quando o homem abriu os olhos naquela manhã, encontrava-se perdido no meio do deserto, ferido, sem botas e com uma estranha algema presa ao seu pulso, cuja origem ele desconhecia por completo. Aliás, não era apenas a origem da tal algema que lhe era um mistério, mas também a sua própria. Ele não sabia quem era, nem tampouco de onde viera. Não se lembrava de seu nome e nem mesmo uma centelha de memória lhe surgiu para iluminar qualquer coisa sobre o seu passado. Dentre os seus pertences, além da algema esquisita, havia a foto de uma moça. Quem seria ela? Por que ele trazia consigo uma foto sua?

Depois de uma briga com três homens que o abordaram, ele soube que estava no caminho para a cidade de Absolution. Não fazia idéia de que lugar era aquele, mas chegar a algum lugar já era alguma coisa. Talvez encontrasse algumas respostas.

Em Absolution, ele conhece o pastor Meacham e lhe conta a sua história. Ou, melhor dizendo, a falta dela. Meacham simpatiza muito com o forasteiro e o ajuda a cuidar de seus ferimentos. Momentos depois, Percy Dolarhyde chega à cidade e começa sua arruaça rotineira no local. Percy é um jovem mimado e insolente, que se aproveita do medo que o povo de Absolution tem de seu pai – o “Coronel” Woodrow Dolarhyde – para tirar vantagem de tudo e de todos e fazer o que quer por lá.

Irritado com o comportamento de Percy, o forasteiro o enfrenta e o resultado disso é um policial baleado e os dois na cadeira, aguardando a diligência que os levará a outra cidade para serem julgados. E é ali, na cadeia, que o forasteiro descobre que ele tinha um nome: Jake Lornegan. Além do nome, tinha uma reputação: “ladrão e assassino procurado vivo ou morto”. Não podia ser! Ele não se sentia um bandido assassino!
A confirmação da sua reputação de grande ladrão vem com Coronel Dolarhyde, quando este chega à cidade para livrar Percy da cadeia e exigir a cabeça de Jake, que roubara quase todo o seu ouro no mês anterior.

No entanto, antes que qualquer coisa possa ser feita, a atenção de todos foi desviada para algo muito maior e assustador.

“Depois de uma montanha, algo estava brilhando como um incêndio na mata... só que não havia nenhuma montanha e a linha de fogo estava se aproximando da cidade a cada batimento do coração... Agora aquilo se parecia com uma barra de ferro em chamas, brilhando vermelha e dourada”.

Uma gigantesca coisa surge no céu e começa a soltar luzes azuis que, estranhamente, enlaça as pessoas e as puxa para cima, direto para dentro daquilo que todos acreditam ser um terrível demônio. Muitas pessoas são levadas por aqueles demônios, inclusive Percy, o filho de Dolarhyde. Em meio à confusão, a estranha algema de Jake revela ser, na verdade, uma arma-demônio, que ele consegue usar para fugir.

Chega então a hora de antigos inimigos unirem-se em prol de algo maior: o resgate de seus entes queridos que foram levados para um lugar que ninguém conhece.
Empenhados nesse objetivo, Jake e Dolarhyde se esquecem de suas diferenças e formam uma comitiva para viajar em busca do esconderijo dos demônios. Para acompanhá-los, chega Ella, uma misteriosa moça que vem seguindo Jake há algum tempo. Até mesmo os apaches, mais tarde, juntam-se ao grupo para combater o grande mal.

Durante a viagem, o grupo passa por várias aventuras, perseguições e surpresas ao mesmo tempo em que Jake vai, aos poucos, recuperando sua memória. Seu passado começa a ser revelado, os mistérios sobre Ella começam a ser desvendados e, por mais estranho que pareça, aquele grupo formado por inimigos começa a criar laços, unidos pelo desejo de encontrar aqueles a quem tanto amam.

“Em apache não existe uma palavra para adeus...”

Cowboys & Aliens é um livro baseado no roteiro do filme de mesmo nome, lançado recentemente. Por esse motivo, o livro é bem fiel ao filme, embora seja muito mais emocionante por termos um contato maior e mais profundo com os dramas interiores e angústias de cada personagem. Os acontecimentos e sentimentos são narrados com uma riqueza de detalhes que nos sentimos realmente vivendo a história e as emoções das aventuras.

Uma história diferente, muito bem escrita, sobre um mundo atacado por alienígenas no século XVIII.

Assim que li o livro, assisti ao filme e gostei muito, os efeitos são ótimos e Harrison Ford, como sempre, botando pra quebrar. Mas tenho que dizer: o livro é muito melhor!

Recomendo!

Abaixo, o trailer:




11 comentários

Kellen Baesso disse...

Ganhei o livro e a HQ em uma promo da editora, mas houve uma pequenina confusão e acabei recebendo Paixão no lugar. Porém, eles prontamente mandaram a HQ, que é linda!!
Tenho curiosidade sobre o livro e o filme, sei que a HQ é mais resumida, mas vai me colocar por dentro da trama. hehe
Beijos

jayane disse...

Vir o filme no cinema quando estreiou e gostei muito deve ser bem legal o HG da história.

Carol disse...

Sorteia este livro pra nós!!!!

Luciana Mara disse...

Ei San!
A história parece ser legal, ágil, mas perdeu pontos comigo quando vi que o filme se transformou em livro.
Estou com um leve preconceito com livros assim.
Por enquanto, não pretendo comprar, mas se ganhar, lerei!
bjins

Marina Oliveira disse...

Acho que não gostaria de ler o livro, nem assistir ao filme... Detesto histórias com Aliens :X usahsausah
Beeeijos

Marina Oliveira
http://distribuindosonhos.blogspot.com

Adriana Brazil disse...

Oi San!
Puxa, quero muito assistir esse filme, deve ser muito bom!
Não sabia que tinha livro tb =)
Se o filme for bom eu leio o livro rs

bjs
Dri

Rapha disse...

Oi Saaan :D

Ta td bem sim amore, e vc?
So to com a vida corrida e semana que vem começam as provas da facul, entao já viu né? vou sumir mais ainda hahahaha

Flor, adoorei a resenha, vc gostou mesmo do livro hein?
Mas, este nao é meu estilo favorito, entao nao tive mta vontade ;/
Mas pra quem gosta, deve ser mto bom mesmo!!


Beeijocas
Rapha - Doce Encanto

Mariana Renz disse...

Nóssa, esse livro deve ser ótimo!!

Cacá SS disse...

Oi San,
Estou mais curiosa pelo livro que pela HQ, mas sei que vou acabar vendo o filme antes. Gosto desses livros que fazem o caminho inverso e são baseados nos filmes, ao invés de ao contrário.
Beijos

Cacá
*Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

Mônica Fogaça disse...

Nossa! Achei tudo muito confuso e complicado... Acho que não conseguiria acompanhar tudo isso não.
Esse livro acho que vou passar.
Abç

Nil Macedo disse...

Eu assisti o filme e nao gostei. Mas quero ler o livro. Espero que seja melhor.

bjs.

http://booksandmuchmore.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos