De Tudo Um Pouco - Devaneios da Gih #11


Entrevista com Fabio Brust autor de “Agora eu Morro”

E aí gente linda, como vai?
Cá estou eu para postar novamente uma entrevista show com um dos autores nacionais que vem ganhando fãs a cada dia, estou falando de Fabio Brust, um jovem de 18 anos que esbanja talento e está entrando no cenário literário com o pé direito! (Essa entrevista já havia sido postada, mas devido ao transtorno que tivemos com o blog ela se "perdeu", então aqui está ela novamente para galera que ainda não leu!)

Fabio Brust é autor do livro “Agora eu Morro”, uma ficção futurista de primeira publicada pela Novos Talentos da Literatura Brasileira (Editora Novo Século).


Sinopse: Em uma grande cidade, quatro pessoas tentam sobreviver ao terrível ano de 2033, quando grande parte dos problemas mundiais - entre eles, a falta de água e o aquecimento global - explodem junto de uma bomba de hidrogênio em Berlim. A radiação se espalha pelo mundo e atinge, também, Nova York, onde Char - uma clone mulher prestes a morrer -, Liel - um mexicano que tentou matar o presidente norte-americano - e Yuma - uma estudante japonesa que, depois de um trauma, vira uma assassina - tentam sobreviver. Enquanto isso, o quarto personagem, Imort, tenta morrer, e dá sua voz para contar a história de "Agora eu Morro", que, apesar de tratar da morte, fala, principalmente, a respeito da vida.

Estou terminando de ler o livro e posso dizer com propriedade que é ótimo! Logo posto a resenha dele por aqui para vocês conhecerem mais o trabalho do Fabio!

Mas para quem pensa que depois do sucesso de seu primeiro livro publicado o Fabio deu uma parada, se enganou, ele já está com novos projetos que incluem a trilogia Apoteose que já está com o primeiro livro escrito, porém ainda não foi publicado. O primeiro volume se chama Apoteose – O Outro Lado e promete muito!!!


Sinopse:  Ara Belafonte era uma pessoa normal. Uma jornalista sem nada de especial, encarregada, pelo seu chefe, a fazer uma reportagem a respeito de um poço de petróleo no meio do oceano, onde, quase que por acidente, descobre algo inacreditável: a existência do inferno, literalmente. O local ficaria no lado de baixo do planeta, já que, segundo uma foto que a mulher recebeu pelo correio, de si mesma, o mundo possui dois lados. E existe uma organização responsável por impedir que a grande massa descubra esse grande segredo. A Conspiração acredita que, se as pessoas descobrirem que o inferno existe e está mais perto do que elas imaginam, enlouqueceriam. Com razão. No momento em que a família de Ara morre por ter descoberto o grande segredo da Conspiração, ela toma a maior decisão de sua vida: ir até o inferno e descobrir o sentido da vida... e se é possível trazer sua família de volta. Uma viagem que mudará por completo o rumo da vida de Ara Belafonte, e que dará a ela um conhecimento que ela não tem certeza se deseja ter. Afinal, se o lado de baixo é o inferno, onde fica o céu?

Estou curiosíssima para conhecer essa trilogia que, com certeza, só vai confirmar o talento desse rapaz que vai muito longe!!


Bom, agora sim, vamos bater um papo, preparado? rs'
Acho que sim! :D

Antes de ser um escritor você é um leitor, certo? Então me diz, quais os livros que estão ocupando os melhores lugares da sua estante?
Não acho que minha estante tenha nenhum lugar melhor ou pior (porque é uma estante meio escondida, pobres dos meus livros :\), de qualquer maneira, os livros que mais gosto são os das trilogias "O Império das Formigas", de Bernard Werber, e "Fronteiras do Universo", de Philip Pullman. Ainda assim, o melhor livro que eu já li é "1984", de George Orwell. Ele é f*da.

Tem algum gênero de leitura preferido?
Acho que ficção em geral... não sei especificar direito. Aventuras, histórias com bastante ação, quem sabe?

Quais autores mais admira?
George Orwell. O cara era um gênio! No dia em que eu estiver apto a escrever um clássico do tamanho de "1984", com a genialidade que ele conseguiu passar para o livro, serei infinitamente feliz..!

Quando foi que percebeu que queria escrever um livro?
Nunca "percebi" isso, simplesmente comecei a escrever, sem nenhum motivo em especial. Eu gostava de ler - inclusive histórias em quadrinhos do Tio Patinhas -, e achei que, quem sabe, eu também pudesse escrever. Então comecei! E com o tempo fui aprimorando minha escrita. "Agora eu Morro" foi o sexto livro que eu escrevi, e, agora, tô no 11º. Eu sempre escrevi!

Como foi que surgiu a idéia para o livro "Agora eu Morro"?
Não lembro exatamente, mas, a princípio, a história era de um clone, que vivera em um instituto durante toda sua vida, e o tentavam assassinar em dado momento, em vista de fazer com que ele parasse de beber água. Depois, percebi que era bastante parecido com a história de "A Ilha", um filme sobre o mesmo assunto. Com o tempo, acabei metendo um imortal na história, e o clone virou a companheira do imortal. Problema resolvido!

Foi difícil publicá-lo?
Eu queria ter alguma história muito legal pra contar a respeito da publicação do meu livro, contando como foi difícil, que suei, sangrei e dei o meu máximo para que conseguisse publicar, mas, não. Foi fácil.

O que está achando da reação dos leitores a respeito da sua obra?
Estou achando ótimo! A maior parte deles fala bem do livro, o que me deixa contente. E quando falam mal, em geral eles explicam o que houve de errado, então eu tenho a possibilidade de melhorar ele em outras ocasiões, sem contar que posso aprimorar minha escrita.

Fazendo umas pesquisas (ou seja, fuçando por aí rs') conheci "Apoteose - O Outro Lado", o que pode nos adiantar sobre esse livro?
É uma trilogia. Ela é composta pelos livros "O Outro Lado", "A Revolução dos Homens" e "O Verdadeiro Deus", e a história é de uma jornalista que descobre a existência física do inferno, indo atrás dele quando sua família morre, em busca da resposta da maior questão de todas: qual o sentido da vida? O mais legal dessa série é que todos os três livros têm final surpresa. Aliás, duvido que alguém, qualquer pessoa, consiga adivinhar o final do primeiro! Duvido mesmo!

Qual a maior dificuldade que você teve para desenvolver suas obras?
No desenvolvimento delas, em geral não tenho muitas dificuldades! A questão é usar a imaginação e pesquisar a respeito das coisas que escrevo, para que não fiquem totalmente fantásticas. Gosto de que as coisas em meus livros tenham ao menos um pé na realidade.

No momento está focado em outros trabalhos?
Eu escrevi "O Outro Lado", "A Revolução dos Homens" e "Agora eu Sobrevivo", uma pseudo-continuação de "Agora eu Morro". Agora estou meio travado. Estava escrevendo "O Verdadeiro Deus", mas acho que vou parar por um tempo. Quero ver se começo a escrever um romance chamado "Chuva", que está nos meus planos há bastante tempo.

O que significa ser um escritor pra você?
Significa ter o poder de criar novos mundos e fazer com que personagens andem por ele e descubram as coisas fantásticas que permeiam a cabeça de todo escritor.

Quais suas maiores inspirações?
Não sei direito o que eu posso responder a essa pergunta... :P Não tenho nenhuma inspiração em específico, que eu possa citar. Simplesmente escrevo!

Deixe um recado para os leitores.
Só quero dizer que é ótimo que as pessoas estejam recebendo tão bem meu livro, não tenho muito a dizer... :D
E-mail: fabiobrust@hotmail.com
Twitter: @fabiobrust


Muito obrigada pela sua gentileza em responder minhas perguntas Fabio. Parabéns pelo sucesso e desejo que logo possamos ver mais de suas obras por aí!

E aí galera? O que me dizem? Quem já leu o livro pode confirmar que se trata de uma leitura excelente e quem ainda não leu deve correr para dar uma oportunidade para mais um grande talento nacional!

Beijos e até a próxima semana!!

http://kastmaker.blogspot.com

10 comentários

Emoções em páginas disse...

Esse primeiro livro me lembra taanto a capa da série House of night! suahsuha
Adorei a entrevista! Fiquei curiosa para ler o Agora eu morro!
beijos, Camila - Emoções em Páginas

Adriana Brazil disse...

Que surpresa agradável um a entrevista com o Fábio!
Ontem eu conheci esse escritor super simpático na Bienal, conversamos um pouco e gostei muito de conhecer mais um pouco dele, agora.
Adorei a entrevista!
bjs

sonhosentrepontinhos disse...

Fiquei muito interessada em Apoteose, apesar de não ter gostado da capa :/ queria ler um livro sobre a visão de um jornalista e acho que já sei qual será :D *-*
Beijos, Caah ♥

@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

Caçadora de Livros disse...

Adorei as capas!
Ele foi um fofo ne?
Todo tímido e sem jeito!
^^
Muito sucesso pra ele!

Vanvan disse...

Ele tem só 18 anos?
Puxa, é um menino prodígio!!!!
Que bom para nós, mais livros nacionais sensacionais sendo lançados....o autor é uma simpatia.

Balaio de Livros.

αmαndα cristinα ツ disse...

Indiquei três memes para você responder!
Se puder (e quiser) o link é este: http://migre.me/5EsAS

Beijinhos, :*
www.primeiro-livro.com

Luciana Mara disse...

Ei Gih!
Ele é muitoooo novinho!!!
Parabéns para ele e muito sucesso ^^
Ótima entrevista!
Bjins

Marco Antonio disse...

Boa noite Sandra.
Excelente entrevista e um grande futuro pela a frente, muito boa a capa.
Abraços!!

Nine Stecanella disse...

Olá!

Eu adorei a entrevista! Já li Agora eu Morro e é muito bom. Gosto a simplicidade do Fábio e vamos confessar, como a criatura consegue escrever tanto? Fiquei curiosa por Apoteose, não só pelo tema, mas porque a protagonista é uma jornalista, assim como eu. Hahaha. É bobeira, mas me identifico com personagens na mesma profissão.
Ótima entrevista!

~.~
@nine_stecanella
http://janinestecanella.blogspot.com/

Mary disse...

Oi, San

Eu aceitei a dica do livro Cante Para Eu Dormir... rs ...vou comprar. Quando você diz que é bom leio sem medo.

Abraços e tenha um lindo fim de semana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos