BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR - Lily Blake


Título original: Snow White and the Huntsman
Autora: Lily Blake
Editora: Novo Conceito
Páginas: 208
Classificação: 
Sinopse:
Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha. Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

...Seu coração é feito de vidro

ou da pura cor, Branca de Neve?...


Branca de Neve e o Caçador foi escrito por Lily Blake, baseado no roteiro do filme de mesmo nome, estrelado por Kirsten Stewart.


O livro nos traz a velha e já conhecida história de Branca de Neve: uma rainha má que, depois da morte do rei, louca de ciúme da beleza da enteada, ordena ao caçador que arraste a pobre coitada para a floresta e dê a ela um fim. Sem esquecer, é claro, dos momentos dos anões, da maçã e do príncipe.

Porém, a história ganhou um update, tendo agora um tom mais sombrio e algumas inovações no enredo, o que, na minha humilde opinião, ficou muito bom, tenho que admitir.



Já sentimos as diferenças logo no começo, quando Ravenna, uma linda jovem, é encontrada pelo rei, abandonada à beira de uma estrada aos farrapos, aparentemente prisioneira de alguma legião inimiga. Ao primeiro olhar, o bondoso rei foi tomado de súbita paixão pela indefesa jovem extraordinariamente bela. Àquela altura do campeonato, o pobre já estava viúvo e sentindo-se um pouco solitário, então não podemos deixar de levar isso em conta quando ele comete o desatino de levar a desconhecida para o seu castelo e, em seguida, casar-se com ela.

Na noite de núpcias, Ravenna mata o rei e se autoproclama rainha, abrindo os portões do castelo para que sua sombria horda entrasse e tomasse o reino de uma vez, acabando com qualquer resistência, para que ela pudesse tornar realidade o seu sonho de vingança. Sim, vingança.

Nessa tomada do reino, Branca de Neve (ainda criança), já tendo visto o pai morto, tenta fugir com seu melhor amigo, William, e o pai dele, mas é capturada pelo exército maligno antes que conseguisse passar pelos portões, vendo William partir para sempre.

Dez anos depois, Branca de Neve – agora uma moça – continua presa nos porões do castelo. Quando Ravenna ouve do “espelho” que seu título de “mais bonita” está ameaçado, ela entra em pânico, mas seu amigo espelho lhe dá a resolução para seu problema: comer o coração de Branca de Neve. Apressada para seguir o conselho, ela dá ordens para que tragam a jovem à sua presença. Porém, Branca de Neve consegue fugir e aí é que a ação começa. Ela acaba ficando perdida na Floresta Sombria, o que faz com Ravenna tenha de contratar alguém para matá-la. O caçador, é claro. 

Dando uma atenção especial à Ravenna aqui, quero dizer que acho muito legal a história mostrar o motivo de ela se tornar assim tão má e o porquê de ela querer vingança contra o rei. Mas o novo da história não para por aí. Ravenna foi enfeitiçada quando criança, para que jamais perdesse sua beleza e juventude. Porém, para que possa se manter "em forma", ela precisa sugar a juventude de outras jovens periodicamente. Com o passar do tempo, ela precisa fazer isso com mais e mais frequência, o que significa que ela está perdendo seu poder. Está morrendo. Mas se ela comer o coração de Branca de Neve, jamais ela terá que fazer a "manutenção" da beleza novamente, obtendo a imortalidade.

Não vou contar toda a história, obviamente, mas tenho que dizer que essa versão do clássico já conhecido ficou muito boa. A Floresta Sombria realmente causa arrepios e a maldade de Ravenna não é aquela maldade das fábulas que conhecemos. É maldade de gente má mesmo, sem escrúpulos. É uma maldade real.
Os personagens não são seres encantados e quase perfeitos, eles são reais, com falhas,  temores e segredos.

Enfim, quero terminar dizendo que o livro é realmente bom e vale a pena “revisitar” a história sob uma nova ótica. E também vale muito a pena assistir ao filme. Charlize Theron dá um show à parte na pele de Ravenna e o filme como um todo é muito, muito bem feito.

Enfim, livro e filme recomendadíssimos!

Abaixo,  o trailer do filme:

7 comentários

Marco Antonio disse...

Boa tarde Sandra,

Li e resenhei esse livro no blog e gostei bastante e também recomendo...parabéns pela resenha...abçs.


Nataly Nunes disse...

Oi, San!

Estava na dúvida se lia ou via esse filme, mas já tirei!
Vou ler assim que der e ver o filme depois.

Ótima a sua resenha!

Beijos,
http://critiquinha.com/

Kellen Baesso disse...

Oi, San!!
Eu tenho que ler meu exemplar, acho que vou gostar muito desse tom sombrio na história. Com certeza vou ler e vou tentar fazer isso em breve.
:)

Ainda não assisti o filme, também está na lista. hehe
Beijos

Carissa Vieira disse...

Meu maior medo em ler o livro é porque vi o filme e dizem que é igualzinho. Mas pela sua resenha, ele é ótimo.

Beijos!

Carissa
http://artearoundtheworld.blogspot.com

Amanda Faustino disse...

Ainda não li, mas parece ser bom. Eu não gosto muito de contos de fadas, nem de Branca de Neve, acho tudo uma baboseira chata, mas essa "releitura" me animou bastante. Espero gostar.

Beijos,
Mandi - Book and Cupcake.

Raquel disse...

Oi flor,
infelizmente eu tinha expectativas muito altas acerca desse filme e quando fui ver no cinema nossa achei horrivel mesmo...faltou muitoo de tudo para mim tanto que esotu com o livro aqui e não tenho coragem de pegar ele para ler...Vou ter que esperar o trauma passar...ihih
Bjss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Fernanda - Trilhas Culturais disse...

Este livro eu adorei, mas antes de recebê-lo achei que ele era maior , achei muito fininho, mesmo assim gostei muito. A única exceção foi o final que achei extremamente rápido, poderiam ter desenvolvido muito mais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos