DEZESSEIS LUAS - Kami Garcia & Margaret Stohl


Título original: Beautiful Creatures
Autoras: Kami Garcia e Margaret Stohl
Série: Beautiful Creatures – Livro 1
Editora: Galera Record
Páginas: 490
Classificação
Sinopse: Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona. Eleito pelo Amazon um dos melhores livros de ficção de 2009. Direitos de tradução vendidos para 24 países. Um filme da série está sendo produzido. "Pacote completo: um cenário assustador, uma maldição fatal, reencarnação, feitiços, bruxaria, vudu e personagens que simplesmente prenderão o leitor até o fim...".

Dezesseis luas, dezesseis anos
Dezesseis dos seus mais profundos medos
Dezesseis vezes você sonhou com minha lágrimas
Caindo, caindo ao longo dos anos...


Bem-vindos a Gatlin, Carolina do Sul! Ou não.
Gatlin é a típica cidade pequena, conservadora, de comportamentos tradicionalistas, em nome da moral e dos bons costumes, onde todos se conhecem e sabem das vidas uns dos outros.

A cidade teve seu passado marcado pela Guerra Civil Americana – que aconteceu entre 1861 e 1865 – onde muitos de seus soldados foram mortos e hoje são homenageados numa festa anual que relembra os acontecimentos.

Para uns, é a cidade perfeita: pequena, tranquila, sem a correria das grandes cidades e com o aconchego da vizinhança. Para outros, como Ethan Wate, era um saco. Cidade medíocre, de pessoas medíocres. O que ele mais queria era terminar a escola de uma vez e ir para uma faculdade bem longe dali.

Ethan era da turma dos populares da escola. Jogava basquete, era bonito e bem aceito naquele meio. Só que ele detestava ser popular. Não ligava para rótulos, status, aparência, nada disso. Ele detestava essa distinção que as pessoas faziam. A vida em casa também não ajudava muito. Sua mãe havia morrido, seu pai resolveu viver trancado no escritório, sem falar com mais ninguém e Ethan agora só tinha a sua Amma – a governanta/vidente que ajudara a criá-lo –. Como se não bastasse, ele vinha tendo sonhos muito estranhos e reais ultimamente, onde havia uma garota – sempre a mesma – que ele tentava ajudar, mas ela sempre lhe escapava e ele não conseguia salvá-la, acordando apavorado logo em seguida.

Bem, o novo ano letivo chegou e, com ele, a mais nova moradora de Gatlin e estudante na escola de Ethan, Lena Duchannes. Lena era uma garota muito bonita, diferente de todas as outras que Ethan conhecia. Ela se vestia de maneira despretensiosa, sem se preocupar com aparências, não ligava para o que os outros pensavam e tinha uma atitude muito própria.

O problema é que ela era sobrinha de Macon Ravenwood, um antigo e recluso morador da cidade – cuja casa todo mundo jurava que era assombrada – todo estranho e considerado louco e perigoso pelos moradores de Gatlin. E, para a surpresa de Ethan, Lena também era a garota dos seus sonhos. Literalmente.

Ao mesmo tempo em que Lena foi imediatamente rejeitada e execrada pelos alunos de toda a escola, Ethan se sentiu irremediavelmente atraído por ela. Lena simplesmente não saía mais de seus pensamentos. Sabendo dessa história, Amma afirma categoricamente que Ethan tem que ficar longe de Lena, mas ele simplesmente não consegue e não quer obedecê-la.

Os sonhos do garoto estavam cada vez mais obscuros e assustadores, Lena continuava presente neles e ele sempre acordava com seu perfume no ar: limão e alecrim...

Quando consegue se aproximar dela e ganhar sua confiança, a coisa fica mais esquisita ainda. Ele descobre que Lena é uma Conjuradora.

“- E o que exatamente vocês são? – Parecia tão louco que eu quase não consegui pronunciar as palavras.
- Conjuradores – ela disse baixinho.
- Conjuradores?
Ela assentiu.
- Tipo, conjuradores de feitiços?
Ela assentiu de novo.
- Tipo, bruxas?
- Ethan. Não seja ridículo.”

Ethan descobre que há uma maldição na família de Lena e que, em seu aniversário de dezesseis anos, ela pode ser escolhida tanto para ser uma Conjuradora do bem quanto do mal. Ela não escolheria, seria escolhida. Só ficariam sabendo na hora, não havia como prever quais as forças que a recrutariam, independente de sua personalidade. Investigando mais a fundo, eles vêm a saber que já eram meio que predestinados um ao outro, devido à história de seus antepassados. Talvez houvesse um meio de quebrar a maldição, mas... Será? Só lhes restava correr contra o tempo.


Tenho que confessar que eu demorei pra ler esse livro. A narrativa é arrastada e as coisas demoram muito pra acontecer. Quando acontecem, aí é tudo correndo. Demorei mesmo. Mas, apesar disso, eu gostei. O clima sombrio, a cidade pequena e a história dos antepassados conseguiram me ganhar e me fazer querer chegar ao fim.

Uma coisa bem legal também é que o protagonista é um menino, diferente da maioria dos YA que a gente lê. Isso nos proporciona uma perspectiva diferente das coisas.

Há personagens bem legais, Amma mesmo é uma delas. O tio Macon também, adoro!

Acho que as autoras poderiam ter contado a mesma história e deixado até mais interessante com metade das 490 páginas, mas mesmo assim eu reafirmo que gostei e ainda consegui dar 4 estrelas pra ele.

E hoje temos sua estreia no cinema!
Quem vai assistir? :)

Abaixo, o trailer.



See ya, folks! o/

8 comentários

Gih Pinheiro disse...

Vontade de ler é o que não falta! kkkk
Ainda mais porque queria fazer isso antes de ver o filme, mas não sei se vai dar certo, de qualquer forma, mesmo achando que seja um livro arrastado, como vc disse, acho que vou tentar ler, vai que eu gosto...kk

Adorei a resenha!! *-*

Beijoooos, San!!!! ^^

DAYANA ARAÚJO disse...

Uaal!o trailer é bom!Sente uma mistura de crepúsculo com Harry Potter,mas enfim me chamou atenção vou assistir o filme.beijokas!

Luciana Mara disse...


Ei gêmea!

Isto é diferente mesmo, ter um protagonista do sexo masculino, só que nem isso me fez gostar tanto da história, como você bem sabe.

Acho que se o livro tivesse a metade do tamanho eu realmente gostaria mais.

Estou curiosa pelo filme, mas já li várias críticas negativas, enfatizando principalmente que o casal principal não tem química.
Eu já estava esperando algo do tipo, já que não os atores não combinavam com os personagens na minha cabeça. Vamos aguardar...

Bjins

Laura H. disse...

Tenho curiosidade sobre esse livro, mas já li inúmeras resenhas negativas sobre e, sempre que o vejo em algum site de compra, fico com um pé atrás.

Camila Araújo disse...

Eu tenho curiosidade de ler esse livro porque o universo mágico, principalmente bruxas, sempre me atrai.
Eu sei que você falou que estava pensando em não ver o filme porque os atores não são bonitos e tal, mas o trailer está muito massa! Fiquei curiosa por causa dele.
Beijos.

Glaucea Vaccari disse...

Eu me interessei por esse livro depois que descobri que ia ter o filme. Acho legal quando o livro é narrado é narrado por um personagem masculino.
Mas livros que enrolam pra acontecer alguma coisa eu acho meio cansativo e acabo demorando pra ler =/
Enfim, como não vou conseguir ler o livro tão cedo, vou assistir o filme antes e se eu gostar talvez compre logo o livro.
Bjo

Emilie disse...

Me pareceu bem interessante....
talvez eu até assista.

Marco Antonio disse...

Boa tarde Sandra,

Pela sua resenha esse livro parece interessante, que sabe um dia eu leia....abçs.


http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Últimos livros lidos